HOME
Crianças e eletrônicos: a chave está na moderação
Os eletrônicos são muito divertidos, mas o uso excessivo pelas crianças pode trazer problemas

Computador, tablet, celular, mp3 player, videogame... Tudo isso é muito divertido, mas o uso excessivo de aparelhos eletrônicos pelas crianças pode trazer problemas a curto e médio prazo.

Não existe uma fórmula sobre o que e por quanto tempo é saudável usar. Os pais devem ficar atentos se a criança de alguma forma está substituindo as atividades infantis - como brincar, praticar esportes, atividades físicas, interagir com outras crianças - por cada vez mais tempo na frente da tela da TV ou do monitor.

No mundo conectado em que vivemos, é praticamente impossível fazer com que a criança não use aparelhos eletrônicos. Isso é cada vez mais presente na vida delas. Uma sugestão é colocar limites no tempo para usar estes aparelhos, criando uma rotina. Assim, navegar na internet ou jogar videogame é apenas mais uma atividade entre as tantas que a criança tem ao longo do dia.

Fique também atento aos jogos e conteúdos que seu filho acessa na internet. Por mais que a curiosidade nessa fase seja enorme, há alguns assuntos que talvez ele ainda não tenha maturidade suficiente para entender. Explique isso a ele, mostrando que a partir de uma certa idade ele conseguirá compreender melhor.

Os celulares, a internet, os games, não são apenas vilões. Além de serem muito divertidos, eles desenvolvem uma série de habilidades nas crianças, além de aumentar seu leque cultural e de experiências. A chave está na moderação, afinal, é preciso aproveitar a infância - que dura pouco - para fazer coisas de criança.

ESCREVA AQUI SEU COMENTÁRIO:
NOME:

E-MAIL:

COMENTÁRIO: